sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

da generosidade

quando pessoas ganham na mega-sena, conseguem um emprego bom, uma casa com piscina, até uma bolsa de mestrado, sinto inveja.
mas quando elas têm bebês, fico muito feliz por elas.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

+ nomy lamm

algumas observações de pessoa emagrecida

eu adorei o texto que li no blog do coletivo ação feminista (link abaixo) e fiquei pensando em coisas que mudaram depois que emagreci sete quilos (retomei dois, mas aí ninguém nota). deixa eu contar que minha família toda é magra, e eu fui tão magra até os 13 anos que até hoje tenho a impressão de que o diâmetro do meu joelho é muito maior que o do resto das pernas. não posso nem olhar muito. tive experiências ruins por ser magra (das benzedeiras às outras gurias) e engordei de propósito, no começo empurrando comida goela abaixo, como aliás já tinha sido obrigada a fazer desde pequena, só que mais. então, o fato de eu ter emagrecido tanto fazendo hidroginástica 3x por semana não quer dizer que isso aconteceria com facilidade com uma pessoa que é naturalmente gorda.

digamos que não sou uma vencedora.

estou escrevendo outras coisas, então por hoje vou compartilhar só curiosidades em vez de um depoimento ou uma crônica:

- o primeiro lugar de que se perde peso são os peitos.

- as pessoas que me veem pouco sempre comentam “como você está magra”, depois ficam esperando. esses tempos, a vizinha da minha mãe esperou tanto que respondi: “ah, obrigada?”. que puxa.

- tenho sido cantada por pessoas bem mais novas, embora em parte isso não acontecesse até algum tempo atrás porque não existiam, rá, adultos/as bem mais novas que eu.

- agora os garçons sempre me perguntam se eu quero “coca normal”. antes, só raramente me perguntavam. fiquei com cara de coca light. acho que vou engordar de novo.

- acabei de mentir. a verdade é que comecei a ficar com vergonha da minha barriga.

- descobri que minha mãe guardou por dez anos todas as calças que doei para a caridade.

- continuo não podendo pegar emprestado o vestido de casamento ajustável da minha irmã mais alta.

- estão me tratando melhor no trabalho, menos o maikon, mas não 100%.

- sou uma feminista ex-gorda, mas ainda peluda.

- esses dias uma militante lésbica me olhou com desconfiança antes mesmo de eu dizer que sou bissexual.

(sendo aconselhada pelo gabriel: ok, eu estava bem heteronormatizada – assim? – de vestido rosa, embora de chuteira, e à primeira vista essas bobagens causam estranhamento)

siga aquele link

It's a Big Fat Revolution
por Nomy Lamm

Vou escrever um ensaio descrevendo minhas experiências com opressão contra o corpo gordo e as maneiras com as quais o feminismo e o punk tem influenciado meu trabalho. Será claro, conciso e bem elaborado, e será exposto como artigo tese básico, no formato acadêmico. Vou lidar com estas questões de forma madura e intelectual. Vou me vangloriar com palavras difíceis sempre que possível.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010


A [sofrendo por um quarentão que mora com a mãe]: Então é pra isso que a gente faz mestrado em filosofia, abre uma empresa, aprende violino, pompoarismo e idiomas? Pra impressionar esses bostinhas?
B: Não exagera. A parte dos idiomas você fez porque gosta.

explicações de um poeta (gritado): eu não estou entendendo, não estou entendendo absolutamente nada, e não sei o que é a poesia

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

minha formação política



E nisso se resume.
Se a juventude de hoje tivesse acesso à música de protesto daquele tempo, a coisa teria sido outra em Copenhagen.

Agradecimentos à Fabíola Werlang.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

vc acredita em miniconto?

– Vá passar pimenta no cu pra ver se arde!

Ela foi.


Acho que tenho um distúrbio narrativo, porque na página do Patinhas, mais abaixo, o que me comove é a avalanche vindo quando todo mundo está bem feliz. Só temos o aviso trágico e mais nada. Não se sabe o que acontece depois, nossa ignorância fundamental.

gastando grana adoidado

fiz tanto programa de coroa este mês que acordei de um sonho em que me balançava na pista ao som de china girl. nem era um pesadelo.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

some people are very kind

uma pessoa nova

"Tem o teu nariz, J. Coitado."
Foi a primeira coisa que disseram a teu respeito. Porque “é menino”, disseram antes de você nascer. Mas você pode ser o que quiser.
Um coelho de pernas dobradas
Um espreguiçador contido num mundo inimaginável
Um ser sábio da natureza, que tem cabelos bastantes pra esconder a moleira e não assustar sua mãe

E consta que aprendeu a gritar e jogar a cabeça pra trás em menos de dois dias.

Seria bom agora, diante da vida, te dar um conselho que você fosse seguir.
Durma bem.

e isso é meu colega

cantando improvisado no trabalho

mas como diz darth vader
resistir é inútil
e você terá um twitter
eu vejo seu futuro
eu vejo seu futuro

vamos dançar nessa chuva doida
que não para nunca
que não para nunca


e isso foi depois de uma sessão de versões sertanejas em duas vozes para músicas da zélia duncan. o futuro da minha viola caipira.
mas ainda quero que maikon k tenha um blog.

gaydar o quê!

olha o que a socióloga lennita ruggi me mostrou.

Copyright © The Kinsey Institute

camisetas com a escala kinsey de heterossexualidade-homossexualidade:
http://www.kinseyinstitute.org/services/scale_tshirt.html
e com modelos voluntários do próprio instituto de pesquisa:



facilita a vida?

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

da utilidade do meu diploma


– Sabe como os caras da arte-final chamam as mulheres? Preguinhas?
– Preguinha todo mundo tem. Se há uma coisa que une a humanidade, essa será o cu.
– Pois. É por isso que fico tão feliz de ter uma socióloga por perto.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

contra a anistia a torturadores

A banalização da tortura é uma triste herança da ditadura civil militar que tem incidência direta na sociedade brasileira atual.

http://www.ajd.org.br/contraanistia_port.php

Ainda sobre isso, o projeto Direito à memória e à verdade tem sofrido ataques, bem como outras propostas do Programa Nacional de Direitos Humanos 3, como a adoção por casais não hetero e a descriminalização do aborto.


– Eu não iria.
– Por quê?
– Nem por um milhão.
– Que delícia, você de tanguinha, eu de fio-dental mostrando o rego, a Sabrina de top less...
– Hã? Zé Celso?
– Big Brother.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

hq

Tem uma história inteira nesta página?

ONGs convocam voluntários para conferência internacional LGBT que reunirá em Curitiba lideranças LGBT de todos os países da America Latina e caribe. Cerca de 500 pessoas são esperadas no evento.

Entre os dias 27 e 30 de janeiro será realizada em Curitiba a V Conferência da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, pessoas Trans e Intersex (ILGA), que reunirá lideranças dos 33 países da América Latina e Caribe. Durante o evento acontecerá uma série de debates e discussões com objetivo de definir estratégias de promoção dos direitos humanos, da cidadania, da saúde e da cultura da comunidade LGBTI para o biênio 2010-2012.
Por se tratar de um evento de integração entre países e culturas distintas as organizações LGBT da “Aliança Paranaense pela Cidadania LGBT”, como anfitriãs da Conferência, estão em busca de pessoas que se identifiquem com a causa da promoção do bem estar coletivo, da saúde e dos direitos humanos para prestarem trabalho voluntário de apoio à organização do evento.
Serão necessários tradutores, intérpretes de libras (língua brasileira de sinais), pessoas com disponibilidade para recepcionar os convidados no aeroporto e local do evento, fotógrafos e demais interessados em documentar a conferência. Todo material resultante fará parte do acervo do Centro de Documentação Histórica Professor Doutor Luiz Mott (CEDOC) e das publicações do evento. Outras funções para o voluntariado serão apresentadas na reunião que acontecerá no dia 08 de janeiro às 16:00h.
Empresas interessadas em apoiar ou patrocinar o evento ou doarem brindes para os quase 500 participantes podem entrar em contato com a comissão organizadora da conferência.

REUNIÃO DE VOLUNTARIADO DA V ILGA LAC
ONDE: Avenida Marechal Floriano Peixoto, n° 366, Sala 46. Em frente a Praça Carlos Gomes.
QUANDO: Sexta-feira – 08/01/2010 às 16:00.
INFORMAÇÕES: (41) 3222-3999 e (41) 3232-1299.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

por isso eu achava que eles eram em tantos

- o fabiano tá aqui visitando o chico.
- o fabiano é?
- o irmão mais novo. o maurício chama ele de alex.
- o alex?
- o alex fabiano, mas em marmeleiro chamam ele de fábio.
- pelo menos o tio tem um nome só, né, francisco.
- nã. a gente chama ele de chico, mas o nome dele é francis.

coisas boas

eu e gabizinha somos fãs:
http://osemeadordesonhos.blogspot.com