quarta-feira, 5 de agosto de 2009

e-mail importante

Vc só precisa mudar a primeira parte para
Eu, (nome), apelo...


Companheiras,
Conforme já circulado, o Brasil está prestes a assinar uma Concordata Brasil/ Vaticano, que coloca a igreja católica em uma situação de privilégio no estado brasileiro. Se aprovado, os bens da igreja católica estarão isentos de impostos e o ensino religioso Católico será obrigatório nas escolas, dentre outras arbitrariedades que ferem o direito ao estado laico e a igualdade de tratamento perante as múltiplas regilgiões existentes no país.
Por essa razão, estamos pedindo que todas e todos assinem, individual e como organizações, e enviem para os endereços abaixo para impedir que essa Concordata seja assinada. A previsão de votação é para amanhã.
Saudações Feministas,
Marcha Mundial das Mulheres
E-MAILS:

Ao Presidente da República– pr@planalto.gov.br; gabinete@planalto.gov.br; mgarcia@planalto.gov.br
Ao Ministério das Relações Exteriores -celsoamorim@mre.gov.br; marialaura@mre.gov.br; samuel@mre.gov.br
Ao Relator da MSC 134/09, Sr. Bonifacio de Andrada – dep.bonifaciodeandrada@camara.gov.br
Ao Presidente da Câmara Deputado Michel Temer – dep.micheltemer@camara.gov.br

CARTA:
Nós, da _(colocar o nome da entidade ou pessoa)_, apelamos ao Ministério das Relações exteriores a imediata retirada da Mensagem MSC 134/2009 que tramita na Comissão de Relações Exteriores, desde 12 de março de 2009.
Este Acordo assinado entre o governo brasileiro e a Santa Sé, fere a Constituição Federal – artigo 19, ao alterar o regime jurídico da relação entre o Estado brasileiro e as religiões rompendo com o princípio da laicidade e demais princípios conexos.
Apelamos aos legisladores e autoridades do executivo para que respeitem o caráter laico e democrático do Estado brasileiro garantindo a pluralidade de religiões e crenças, sem interferência de nenhuma delas para estabelecer tratamento privilegiado.
Cabe ao Estado respeitar e observar com neutralidade os fenômenos religiosos. O Estado laico deve considerar todos os credos religiosos como iguais e para isso todos devem ter os mesmos direitos. Esse acordo coloca a Igreja Católica em um patamar diferenciado das outras religiões, já que apenas ela poderá fazer um acordo entre Estados. Deste modo, a concordata não pode ser assinada e a sociedade civil tem um papel importante nesse processo.

Sem comentários: