sexta-feira, 3 de abril de 2009

as obras dentro da obra


ABERTURA DE ESTÚDIO do projeto AS OBRAS DENTRO DA OBRA: linguagem, poética e autoria em dança discutidas através de experiências de tradução e transmissão, contemplado no edital de pesquisa de linguagem em dança da Fundação Cultural de Curitiba.
Neste sábado, dia 04 de abril, as 19h, no cafofo couve-flor, a equipe do projeto convida todos os interessados para uma amostra das experiências que foram desenvolvidas nos primeiros meses de trabalho.
A mostra é mediada pela artista Daniella Aguiar, que abre os trabalhos da noite com uma conversa sobre tradução, numa "Discussão sobre experiências de tradução e alguns de seus aspectos teóricos e metodológicos na criação em dança", conforme ela mesmo indica.
(Daniella Aguiar é criadora, intérprete, mestre em dança (UFBA) e doutoranda em Literatura Comparada (UERJ).
SOBRE O PROJETO:
A partir das obras Amarelo (de Elisabete Finger) e Quase Nu (de Ricardo Marinelli) e de exercícios práticos de tradução destas obras para outros sistemas (fotografia, vídeo, pintura, escultura, instalação, literatura) e de transmissão das mesmas para outros performers/autores (Elisabete transmite o solo Amarelo para Ricardo, e este transmite Quase Nu para Elisabete), o projeto coloca em questão as especificidades da linguagem da dança, da obra, do corpo que pratica a ação.
Este projeto conta com a colaboração de Daniella Aguiar para as atividades de tradução, e Nirvana Marinho para as de transmissão. Além delas, colaboram e acompanham o projeto os artistas: Michelle Moura, Neto Machado e Gustavo Bitencourt – integrantes do Couve-Flor Minicomunidade Artística Mundial.

Neste projeto especificamente, Elisabete e Ricardo levantam questões relativas à linguagem, poética e autoria em dança contemporânea, contando com a colaboração dos outros couves, parceiros de trabalho sempre envolvidos nas discussões, criações e experimentações que acontecem no “canteiro do coletivo”. Ao lado deles nesta empreitada, estão também Nirvana Marinho e Daniella Aguiar, artistas que encontramos em momentos diferentes do nosso percurso, e que têm se mostrado importantes interlocutoras, colaborando sempre com o crescimento de nossas investigações, contribuindo para o desdobramentos das nossas ações.

Este não é um projeto que pretende criar ou produzir um espetáculo, esta proposta parte de uma necessidade que entendemos como urgente, de aprofundar investigações e discussões dentro da própria dança contemporânea, de ter a linguagem de dança como objeto de estudo, de fazer a obra e a criação transbordar da cena e reverberar, compartilhando tudo isso com a comunidade local. As obras apresentadas para os exercícios de tradução e transmissão, já existem, e já foram apresentadas em Curitiba, o que pretendemos aqui é esgarçar a cena que elas construíram, colocar uma lente de aumento sobre seu processo criativo, e sobre seus desdobramentos, oferecendo ao público uma visão de como as coisas são feitas de seu interior, e oferecendo a nós mesmos enquanto artistas uma oportunidade de aprofundar e enriquecer nossos trabalhos, gerando conhecimento e tecnologia num fazer artístico e num olhar para o fazer artístico.
Acompanhe nossas atividades pelo blog:
SERVIÇO:
Conversa sobre tradução com Daniella Aguiar + abertura de estudio do projeto As obras dentro da obra
Sábado, dia 04 de abril
19 horas
Cafofo couve-flor (Rua presidente Faria, 266)
ENTRADA FRANCA
Maiores informações: 96247077 ou 96826949

1 comentário:

Mister Wild disse...

vamos voltar mais pro fim do ano.
agora estamos negociando0 temporada em São Paulo.